Aprender !



 
 “O que é possível aprender com momentos difíceis? Resposta: Tudo!” 
 Gilclér Regina 
 
Aprender? Tudo! Aprendi sonhando de olhos abertos em minha vida. Aprendo que produto em estoque não vende, só na vitrine.

Como profissional na vida, é preciso sair da casca, dar a cara para bater, ousar, aprender, estudar, ter iniciativa, enfrentar desafios e ter medo, mas ir em frente apesar dele.

Quando vem uma crise, por exemplo, muitos pisam no freio e outros continuam acelerando. O que acontece?

Quem pisa no freio sai do mercado, o deixa maior. E quem pisou no acelerador acaba herdando um mercado sem muita concorrência e começa a fazer resultados.

Quem pisou no freio então quer voltar, mas a água do rio já passou. E a nova água já não é a mesma.

O conselho é aproveitar um momento de dificuldade com olhos bem abertos para aprender. Pode estar ali a oportunidade que é muito astuta, entra pela porta dos fundos.

O desejo de aprender é que move o mundo. Quem move o mundo são os insatisfeitos e os motivados que geram energia e buscam mais.

O otimista enxerga oportunidades nas dificuldades e o pessimista enxerga apenas dificuldades nas oportunidades.

E, pior ainda, tem muito pessimista que se diz realista.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

O perigo da acomodação!





 
  “A vontade de se preparar tem que ser maior que a vontade de vencer”  
  Gilclér Regina

 
  Criatividade em Decadência! Gosto muito do verbo “contrariar”. Isso mesmo, contrariar os acomodados. Mesclar disciplina com entusiasmo é a ponte entre os sonhos e a realidade. O preço a pagar é muito treinamento e estudo.

Para conquistar clientes é preciso cultivar a paixão e o encantamento pelo trabalho. Isso fideliza pessoas e ajuda a manter a admiração. A credibilidade e a confiança conquistam e a atitude encanta... O resultado de tudo isso é que você ganha um vendedor que vende e não cobra comissão, ou seja, um cliente que indica para todo mundo. Nasce aí a maior ferramenta de marketing e propaganda do mundo, o boca-a-boca.

O que leva uma empresa ao sucesso? O que leva um profissional a ser um vencedor? O que leva o ser humano ao sucesso? Será que vale a máxima que dinheiro atrai dinheiro? Ou ainda vale achar que pensar positivo já lhe dá tudo o que você deseja?

Todas as respostas apontam para o mesmo caminho. A questão do planejamento não é tudo e somente pensar positivo e não agir não leva você a lugar algum. Então a palavra correta é “execução”. Não adianta apenas ler o livro “The Secret - O Segredo” que trata da lei da atração e não fazer nada... Sair do campo das ideias para o mundo real.

Assim é o sentido de emergência das pessoas. Urgência é aquilo que alguém não fez em tempo hábil e agora quer que você faça em tempo recorde.

A tecnologia também não chega a ser o grande diferencial. Quanto tempo dura um novo sistema? Toda novidade tecnológica tem um tempo de vida muito curto até ser copiada pela concorrência. Uma verdadeira guerra de titãs. E, afinal, a máquina precisa do homem para apertar o botão.

A diferença real está nas pessoas fiéis e comprometidas, na escolha e formação das equipes, na identificação das pessoas certas para os lugares certos.

O que motiva as pessoas a fazer o que fazem? O que motiva o mundo são as pessoas... Mas o que motiva as pessoas? A resposta novamente está na paixão, no olho brilhando que proporciona uma motivação elevada.

O maior desafio de um líder é não se acomodar, não perder a sua obstinação e manter esse foco: a chama acesa de sua equipe. A palavra chave é confiança. É muito difícil cobrar quando as pessoas não confiam umas nas outras.

Precisamos parar de imaginar somente crises em nossa vida. Todo dia tem crise. Todo dia vivemos momentos de picos e momentos de vales. No mundo atual, a instabilidade deve ser vista como natural. O maior risco é ficar esperando para ver o que acontece.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina
 
 

Indicando para o seu Concorrente!



 
 
  “Regra Nº 1: O cliente vem em primeiro lugar.
Regra Nº 2. Se você acha que o cliente não vem em primeiro lugar, releia a Regra Nº 1”
 
  Gilclér Regina
 
  Existem alguns funcionários que você precisa prestar mais atenção e promover... E outros que você também precisa prestar mais atenção e indicar para o seu principal concorrente.

Por que algumas lojas, farmácias, restaurantes estão sempre cheios de clientes e outras do mesmo quarteirão ou do mesmo bairro estão vazias? Considere que os clientes são as mesmas pessoas!

A resposta para esta questão está diretamente ligada à decisão que você tomou acima. Reter os melhores e demitir os piores.

Se uma pessoa está com você há um ou dois anos e não deu certo, demiti-la será um favor para ela mesma que irá procurar se acertar em outro lugar e ao mesmo tempo dará oportunidade para outra pessoa que está desejando este espaço.

Você sempre irá se deparar com dois tipos de clientes. 1: Sou o cliente que indica para todo mundo e não cobro comissão por isso. 2: Sou o cliente que não volta mais.

Napoleon Hill disse que separar o joio do trigo, o negativo do positivo, os bem-sucedidos de todos os demais, seja nos negócios, no amor, na riqueza e até no esporte é adicionar um brilho dourado em sua vida. Eu não tenho dúvida que pensar assim irá melhorar muito a qualidade de sua vida.

O que motiva o ser humano? Desafios extraordinários produzem pessoas extraordinárias. Vendedores que não trabalham com foco em metas e não gostam do que fazem estão na profissão errada. O fundamental é ser feliz com aquilo que se faz. Isso é sucesso.

Pessoas que amam o que fazem, que são especialistas, que tem foco, o mercado paga preço de ouro para tê-las em sua equipe.

E o sucesso é construído com humildade. Nunca se ache demais, pois tudo o que é demais sobra... E tudo o que sobra é resto... E o que é resto vai para o lixo. Ou seja, em outras palavras, o mau profissional é indicado para a concorrência, mas me parece que nem essa vai aceitá-lo.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

A Arrogância É Fatal



 
 
  “Arrogância é igual mau-hálito... Todo mundo percebe, menos quem tem”  
  Gilclér Regina

 
  Alguns funcionários – geralmente de empresas importantes ou que trabalham com produtos e marcas famosas – se acham mais importantes que os clientes.

Mas também, como contraponto, vemos marcas famosas que estão crescendo 40% ao ano com sua base em treinamento de gerentes, vendedores, desenvolvimento humano e tecnológico, equipes, foco em produtos, inovações, motivação de pessoas, foco em educação e muito treinamento que tem o princípio da repetição até atingir a excelência.

Falando daqueles que perdem negócio, à medida que incorporam este “ser mais importante”, esses funcionários começam a perder a noção de que estão ali para servir o cliente e o desprezam, são arrogantes, acham que tudo o que o cliente pede é “impertinente” ou até “intolerável”.

Em certas concessionárias de carros importados, os vendedores parecem donos do mundo e julgam a clientela pela aparência, atendendo apenas alguns escolhidos.

Há garçons de restaurantes famosos que parecem estar fazendo um favor em nos atender bem. Acham-se mais importantes que os clientes que ali estão. Acostumados com as celebridades acham-se “a própria celebridade”, sendo que nem essa tem o direito de humilhar ninguém.

Já estamos no terceiro milênio, mundo mutante. A Europa fala e sofre com a crise, mas gastou mal nos últimos 30 anos e agora paga o preço. Isto é, a vida é débito e crédito. Se há um bolso que sai e outro que não entra ou guarda, quebra mesmo.

Pensa que atendimento a clientes é diferente disso? Pensa que relacionamento com pessoas é diferente disso?
Que tal você discutir essas questões com sua equipe? Nesse exercício, que todos façam as devidas reflexões. Elogio é bom, mas também é preciso avaliar como o principal alvo, o cliente, está sendo atendido.

Você está encantando seu cliente?
Pense bem, comece a treinar agora para não reclamar depois. Cuidado, a arrogância é fatal.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

Uma Palavra Convence... Um Exemplo Arrasta Multidões!



“Faça mais daquilo para o qual você foi contratado”.
Gilclér Regina
Quando escrevi o livro “No Topo do Mundo – Motivados para Vencer” e fiz essa frase “uma palavra convence, mas um exemplo arrasta multidões” foi observando muitas coisas que acontecem no dia-a-dia do mercado.

Vejo palestrantes que chegam bem humorados na hora da palestra e cumprimentam todo mundo, mas na hora de ir embora, se as pessoas pedem uma foto, um autógrafo ou um abraço, parece que se negam ou fazem de má vontade.

Um deles falava que as pessoas não podiam desistir nunca de seus sonhos e naquele instante “ralhou” com o fotógrafo que tirava fotos. Este respondeu que aquele era o seu sonho, tirar fotografias e saiu do ambiente... O público aplaudiu e muitos saíram em represália.
Vejo pessoas que nunca falam “eu te amo”, mas dizem sempre “eu também”. Não percebem que o outro também precisa de sua iniciativa. Amor louco dura pouco, amor verdadeiro dura para sempre.
O que cria fidelidade na cabeça dos clientes é o exemplo. Não adianta prometer se na prática não se faz. De que vale investir no horário nobre da TV prometendo o melhor atendimento se na realidade oferece um atendimento medíocre, sem nenhum treinamento?

De que vale oferecer a melhor qualidade do seu serviço e na prática oferecer um serviço que deixa a desejar? Mas ainda existem outros que fecham um contrato e depois do serviço bem feito procuram buscar subterfúgios para não honrar os seus compromissos. Isso não é ético!
Conheço pintor de paredes que tem remuneração de profissional qualificado, quem sabe um bom médico ou um bom advogado. Sabe por quê? Porque criou valor agregado ao seu serviço. Aprendeu a regra nº 1 do sucesso, ou seja: “Faça mais daquilo para ao qual você foi contratado”.
Tem muita gente que se coloca como cristão, vai à TV, faz programa falando do bem, fala de motivação, de liderança, fala de Cristo e depois por trás, no dia-a-dia amaldiçoa seus concorrentes, acusa injustamente, faz conluio para atrapalhar o adversário, joga sujo.

Estou escrevendo um novo livro sobre os Dez Mandamentos e a sua influência no Mundo Empresarial, como base, uma pesquisa com 450 executivos que fariam de tudo para destruir os seus concorrentes, isto é, matar. Não há mais ética, existe muito falso moralismo. Falam do bem, mas não praticam o bem.
Como você pode abençoar o seu filho se você odeia o seu próximo? Existem pessoas que não sabem e não perguntam, outras sabem e não ensinam e as piores são as que ensinam e não fazem. Penso que ninguém pode ensinar aquilo que não faz. Uma palavra convence, um exemplo arrasta multidões.
Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina
 

Motivação Não É Satisfação!





 
  “Aqueles que se sentem satisfeitos sentam-se e nada fazem. Os insatisfeitos são os únicos benfeitores do mundo”.  
  Gilclér Regina
 
  Conta-se que, nas cercanias do Nepal, um mendigo pediu esmolas durante vinte anos, sentado sobre uma pedra, à beira da estrada. Quando morreu, a pedra foi removida. Verificou-se com assombro que um tesouro de jóias riquíssimas pertencentes em outro tempo a um rei, estava escondido embaixo daquela pedra.

Milhões de seres humanos vivem como aquele mendigo a receber migalhas, quando, dentro do próprio coração, encontrariam riquezas capazes de lhes proporcionar grandes alegrias.

Charles De Gaulle
, o grande marechal e estadista francês, disse: “Nada de grande jamais será realizado sem grandes homens e os homens só são grandes se estiverem determinados a sê-los”.

D
epois de quatro anos de seca numa aldeia, todos se reuniram para subir a montanha onde fariam uma oração coletiva, pedindo chuva. No grupo, um senhor reparou num garoto todo agasalhado e coberto com uma capa e lhe disse: “Menino, você enlouqueceu? Nesta região não chove há cinco anos e a subida vai lhe matar de calor!”.

E
o menino lhe respondeu: “Senhor, se vamos pedir chuva a Deus, preciso estar preparado para a enxurrada!”.

A grande lição que tiramos do fato é que nada é impossível para um ser humano movido pela fé. O grande problema é a “meia fé” das pessoas que não leva ninguém a lugar nenhum.
Será que alguém já te disse que “meio te amava”? Ou quando você se casou prometeu ser “meio fiel” até a morte?

A estrada do sucesso
pode ter vários quilômetros, mas é na mente que se começa a contar os primeiros metros. O interessante é que geralmente são os insatisfeitos com os resultados atuais que constroem o mundo, querem mais... E muitos dos satisfeitos se acomodam com o que já têm e não realizam mais.
Motivação é um motor em ação que leva você a buscar novos resultados e a fazer mais e melhor e a satisfação, ao contrário, é aquilo que você já tem, e isso gera acomodação. A diferença pode ser medida entre aqueles que querem ganhar e aqueles que não querem perder, existe uma boa diferença nos dois pontos de vista.

O maior erro é a pressa antes do tempo e a lentidão ante a oportunidade
. A sutileza da vida é que geralmente os que nunca têm tempo são os que menos fazem. Quem fica parado é poste. O segredo vem inspirado na lei de Newton: “As coisas só tem valor quando estão em movimento”. O desafio é fazer mais rápido, melhor e diferente. Ser igual é fácil e destacar-se na multidão exige movimento, quem fica parado, satisfeito, atrofia e enferruja.

P
ense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

Motivação & Metas !





 
  “As pessoas de sucesso são pessoas visionárias que sabem onde querem chegar”
 
  Gilclér Regina
 
  Uma pessoa de sucesso sabe que para chegar ao degrau seguinte precisa continuar com a mente focada nas metas e objetivos.

O poeta português Fernando Pessoa disse: “O início da cura é a consciência da doença. Tudo vale a pena se a alma não é pequena”.

Ou seja, se você sabe onde você está, você sabe onde pode chegar. E você tendo “alma grande”, aprende muito com as pessoas numa visão de humildade.

Pessoas de sucesso são pessoas de ação que não perdem o foco de suas metas, mesmo diante de problemas inesperados.

Segundo Albert Einstein a imaginação é tudo e prevê as atrações da vida que estão por vir.

Uma pessoa de sucesso verdadeiro é simples de coração, é humilde e o orgulho está fora dos seus planos.

Uma visão sem ação não passa de um sonho. Ação sem visão é só um passatempo. Mas uma visão com ação pode mudar o mundo. Estas são palavras de Joel Barker que nos ajudam a refletir o novo mundo que queremos.

O segredo é ir em frente e começar. Metas existem para serem batidas. O que você está esperando?

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

O Líder – Atitudes de Sucesso

 
 
 


 

 
  “O líder de verdade entende as diferenças individuais e trabalha o potencial da equipe em prol de todos, da equipe”.  
  Gilclér Regina  
  Tudo o que vem até você é atraído pela maneira como você pensa e pelas imagens que você guarda em sua mente. Esta é a diferença que faz com que 1% da população mundial ganhe cerca de 96% do dinheiro que é gerado no Planeta.
São coisas que os babilônios já sabiam assim como também Platão, Shakespeare, Newton, Beethoven, Einstein...

Todo esse comportamento da mente é transformado em atitudes diárias do ser humano que faz sucesso e notadamente no trabalho de liderança que é desenvolvido dentro das empresas.

Uma empresa começa quebrar cinco anos antes
e a razão disso é centrada, em geral, nas atitudes da liderança. Existem dois tipos de atitudes que fazem um negócio quebrar.

A primeira
são pessoas que não sabem delegar, que tem que se meter em tudo e se irritam até com a posição do cafezinho na sala... Opinam até em qual marca de sabonete se deve ou não comprar! Aliás, estes enfartam cedo.

Em segundo
está o despreocupado por completo, aquele que faz de conta que é míope e “não enxerga” muitas coisas... Prefere não despedir para não queimar sua imagem, vai relevando os erros daqueles que sempre chegam atrasados ou dos que fazem interurbanos com o telefone da empresa...
Ou ainda fazem “vista grossa” para aqueles que ficam horas no facebook “tricotando” com amigos e visitando sites inúteis... A própria equipe começa a pensar que se nem o “chefe” se preocupa, muito menos eles devem se preocupar...

Na primeira situação
o resultado é desastroso, causando um constante mal estar, um ambiente carregado. Na segunda, sentem o desleixo daquele que deveria ser o exemplo, sentem-se inseguros e não apostam no futuro da empresa, da marca e nem de suas carreiras por lá.

O líder de verdade aposta no negócio
, nas tecnologias, mas acima de tudo, nas pessoas e sabe que elas devem fazer a diferença, focadas no negócio, comprometidas e não apenas envolvidas e que todos, sejam quais sejam os cargos, devem ter uma meta, um grande objetivo, tudo centrado nos ideais e propósitos do negócio.

Aprendi com minha mãe
um velho ditado que diz que quem queimou a língua com sopa quente não se esquece de soprar a próxima vez.

Na empresa
, nós podemos delegar, compartilhar, persuadir, determinar, conforme as equipes e o nível de tarefa exigido... Mas não faz mal a ninguém remapear sempre o terreno para ver como as coisas estão fluindo... E isso vale também para corrigir a rota das metas.

P
ense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina
http://www.ceag.com.br/

Salário Felicidade



 
 
  “Não é o sucesso da empresa que faz a felicidade da equipe, mas a felicidade da equipe que faz o sucesso da empresa.”  
  Gilclér Regina
 
  A Bíblia registra que Deus, ao expulsar Adão e Eva do Paraíso, disse: “Ganharás o teu pão com o suor do teu rosto”. Quer dizer: Trabalhar é um castigo imposto por Deus ao homem, porque esse lhe desobedeceu. E durante séculos assim foi entendida a necessidade que nós, pobres seres humanos, temos, ou seja: Ou trabalhamos ou não comemos.

Será que o trabalho tem de ser “engolido”, inevitavelmente, como um castigo divino? Será que a relação empresário/funcionário é uma simples troca? À medida que novas conquistas sociais são alcançadas, à medida que a psicologia e outras ciências avançam no entendimento do ser humano e à medida que mais se entende que o principal objetivo do homem, durante sua curta existência, é a busca da felicidade.

Temos que rever, e com urgência, o entendimento do que é o trabalho. Já existem muitos empresários que compreendem que, além de pagar o salário do empregado, também devem criar condições para tornar o trabalho gratificante. Cada vez mais estamos aprendendo que, além do dinheiro, cabe ao líder e empresário outro “encargo” a ser aceito e cumprido: O Salário Felicidade! Não é o sucesso da empresa que faz a felicidade da equipe, mas a felicidade da equipe que faz o sucesso da empresa.

Hoje sabemos que o trabalho é utilizado no tratamento de doenças como esquizofrenia, depressão e toxicomania. Muita gente também sabe que, se os presos tivessem trabalho nas penitenciárias, teriam também mais chances de recuperação.

Todos conhecem exemplos de pessoas que, após se aposentarem tornam-se “pessoas problemas” que não eram quando trabalhavam.

Você poderá comprar durante certo tempo a motivação e a dedicação de alguém, mas não poderá fazê-lo para sempre. Se o seu funcionário está com você só pelo que você lhe paga, cuidado, pois poderá aparecer alguém que lhe pagará mais, e você ficará sem ele!

Mas, se o seu funcionário está com você porque está realizando-se como pessoa no trabalho, não será muito fácil para ele aceitar outra oferta. Nota-se que aí está funcionando o Salário Felicidade.
Pessoas que fazem o que gostam tendem a trabalhar com muito mais produtividade. Então, qual é a receita? A meu ver, trata-se de seriedade e respeito humano. Vamos acabar com o entendimento estabelecido de que o homem é uma máquina que precisa produzir e dar lucros. Máquina é o computador, a colheitadeira, o robô... Nós não somos máquina!

Quando o empresário consegue fazer com que a sua equipe se sinta bem paga e realizada, ele passa a ganhar muito mais dinheiro, porque não terá empregados, mas colaboradores, interessados e cuidadosos, cientes de suas responsabilidades, muito mais respeitosos e capazes. Não dê apenas dinheiro ao seu funcionário. Ele não é uma máquina que você simplesmente “troca o óleo” e ele continua produzindo.

Transmita-lhe o sentido de missão, porque se ele se convencer disso, você terá a melhor “máquina” à sua disposição. O espírito de missão é o que faz com que o porteiro não seja apenas a pessoa que abre e fecha a porta, mas alguém que tem prazer de realizar o seu trabalho e por isso o faz bem feito, com amor, com paixão! Ninguém troca a vida apenas por dinheiro. Afinal, nós seres humanos buscamos ter e ser e não apenas ter ou ser.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

Acreditar e ser Rápido!





 
  “Não é o maior que vai engolir o menor... Vai fazer sucesso quem acreditar na sua vitória”  
  Gilclér Regina
 
  O seu tamanho não vai levar você ao sucesso. A sua atitude sim. Hoje o mundo é dos rápidos nas decisões de negócios, nas busca de conhecimento, na qualidade das parcerias e da qualidade de vida.

A única vantagem competitiva sustentável é a capacidade de aprender mais rápido e melhor do que os seus concorrentes. E também estar atento para entender que os seus concorrentes não “dormem de touca”.

H
oje o diploma é um produto perecível, já vem carimbado com tempo de validade. Ajuda a entrar, a fazer um concurso... Mas não ajuda a permanecer se não tiver conhecimento continuado e atitude proativa.

Os motivados fazem e os desmotivados reclamam
. O único lugar onde estão as pessoas que “sabem tudo” da vida é o cemitério. Isto é, o sucesso é de quem continua aprendendo e por aqui a fila anda.

Os vencedores
não precisam de ninguém que os cobrem, porque já o fazem. Os vencedores fazem o que os perdedores não querem fazer.

T
emos que ter a consciência de que a vida é uma grande escola, mas pouco ensina para quem não sabe ser um bom aluno. Vamos lá, coragem para vencer... Humildade para viver!

P
ense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina
 
 

Marketing Pessoal: QUE VÊS QUANDO ME VÊS?



Por: Fabiano Brum

 Em um trecho de uma das músicas gravadas pelo grupo de rock Tihuana, o compositor questiona:

“Que vês quando me vês?”. Esta interrogação tem muita relação com o marketing pessoal,
principalmente com a nossa “imagem”, ou seja, a impressão que passamos paraoutras pessoas sobre nossa postura pessoal e profissional.

Frequentemente compramos, experimentamos produtos, serviços ou contratamos pessoas baseadas puramente na “imagem ou impressão” que elas nos passam, como por exemplo: entramos naquela loja porque a vitrine nos atraiu, provamos um pedaço daquela torta de morangos pois ela estava linda no refrigerador da panificadora, compramos o picolé pois o sorveteiro nos pareceu ser uma pessoa asseada, gostamos daquela professora pois ela parece ser dinâmica e comunicativa, contratamos aquele profissional porque na entrevista gostamos da sua forma de se vestir e ele se apresentou de uma maneira sóbria, ética e comunicativa.

Observe que nos exemplos acima nossas decisões foram quase que na totalidade baseadas na “imagem”, e mesmo que esta nos engane futuramente ou que se apresente de uma outra forma, no primeiro momento, o que compramos ou contratamos foi nossa impressão e percepção.

Um dito popular diz: “Raramente temos uma segunda chance de causar uma primeira boa impressão!” -

Amigos, mais uma vez “imagem”! Será que somos aquilo que pensamos ser, ou aquilo que os outros vêem? Será que basta ser para ser, ou também é preciso parecer?

Marketing pessoal é o ato de um indivíduo ir modificando seu comportamento e sua forma de agir, visando um melhor posicionamento no mercado, melhorando sua imagem perante as empresas e/ou pessoas que lhe interessam.

Para isso precisamos desenvolver técnicas para poder divulgar nossa imagem, nossa competência e utilizar nossos contatos para chegar onde queremos.

Para passar a imagem assertiva, um profissional deve realizar três atividades:

1 - Entender o que o mercado precisa, o que o mercado e as pessoas esperam.

2 – Realizar uma autoanálise procurando refletir sobre o seu atual posicionamento. Ou seja, qual imagem está conseguindo passar hoje para este mercado e estas pessoas?

3 – Procurar se adaptar, estudar e evoluir no sentido de buscar ser e ter uma imagem o mais próxima do ideal de mercado, para em seguida começar a se divulgar através de sua rede de relacionamentos e outros meios.

Porém, para que seu tiro não saia pela culatra, vale a pena mais uma reflexão:

- Muitas vezes nem mesmo o mercado tem uma real percepção do ideal, e muitas pessoas têm feito sucesso justamente atuando e passando uma imagem diferente daquilo que se espera, buscando um diferencial, fazendo aquilo que ninguém fez, passando uma imagem que ninguém passou, ou seja, fazendo o óbvio e mostrando um algo a mais.

Mas uma coisa é certa! No campo da “imagem” é bom seguir o conselho do Roberto Carlos:“detalhes tão pequenos de nós dois, são coisas muito grandes para esquecer”. Os detalhes farão à diferença.

Preocupe-se com aparência pessoal (roupas adequadas, corte de cabelo, etc), cartão de visita, estruturação de um bom site na internet,visibilidade inteligente, boa comunicação, postura, ética e não se esqueça, quem não é visto não é lembrado. Melhore sua imagem e afine-se para o sucesso!

Fabiano Brum: Palestrante especialista em motivação, vendas, empreendedorismo e educação, vêm se destacando em palestras, cursos e seminários pela maneira inteligente e criativa com que alia seu conhecimento musical aos temas de seus treinamentos.

E-mail: contato@fabianobrum.com.br - Site:www.fabianobrum.com.br
Fone: 44-99733832 e 44-30451515 – Maringá e Paranavaí– PR.

Modelos de Currículos On Line e Grátis

Através do site Gerador de Curriculum você poderá

confeccionar o seu currículo profissional de uma maneira

simples e rápida. E o mais importante: o serviço é gratuito.

Além da simplicidade para se usar o serviço é importante

destacar também que ele foi criado com base em dados

fornecidos por profissionais de RH.

Por meio de 06 etapas você irá criar um currículo profissional

objetivo e completo.

Ao final do preenchimento das informações você deve clicar no

botão "gerar currículo em PDF" para poder baixar e salvar o

seu currículo profissional. Link: http://geradorpdf.com/curriculo/

Profissões que serão extintas


Até 2020 diversas profissões que conhecemos hoje estarão extintas. Isto é o que diz uma recente lista divulgada pela revista Forbes. Veja se sua carreira está na lista das profissões que correm o risco de deixarem de existir:

- AGRICULTOR, FAZENDEIRO ou GERENTE NO SETOR
- CARTEIRO, SEPARADOR E OPERADOR DE SERVIÇOS POSTAIS
- OPERADOR DE MÁQUINA DE COSTURA
- OPERADOR DE PAINEL DE CONTROLE
- COZINHEIRO DE REDE DE FAST FOOD
- PESCADOR E SILVICULTOR
- PROCESSADOR DE DADOS
- DIGITADOR
- VENDEDOR DE PORTA EM PORTA,
- JORNALEIRO E VENDEDOR DE RUA
- GERENTES E ADMINISTRADORES DE RESTAURANTES.

 Fonte: http://www.forbes.com/


Como administrar melhor o tempo e viver melhor



Regras de ouro para administrar o tempo
e viver melhor


* por Tom Coelho



"Some dance to remember, some dance to forget."
(Eagles, in Hotel California)



Algumas dicas práticas para melhor gerenciar o tempo e elevar a qualidade de
vida.



1. Seja sempre pontual. Autênticos líderes não deixam ninguém esperando para
um compromisso agendado. É preferível chegar 30 minutos mais cedo que apenas
cinco minutos atrasado.



2. Espere 24 horas para reagir. Procure não reagir antes de 24 horas. Entre
um dia e outro, com uma noite de descanso no meio, o que se mostrou um
problema irresoluto surgirá não menor, mas com dimensões reduzidas à sua
realidade.



3. Ninguém está contra você. Por compreender que a natureza humana é
legitimamente individualista e egoísta, aprendi que raramente as pessoas
estão contra mim, pois estão apenas a favor delas próprias. Esta percepção é
suficiente para evitar conflitos desnecessários e eleger as batalhas que
valem a pena ser travadas.



4. Exceção não é regra. Refeições feitas em fast food ou em frente ao
computador, noites em claro ou maldormidas, dias sem comparecer à academia,
certa desatenção para com os familiares. Tudo isso, embora indesejável e não
recomendável, pode ser tolerado quando acontece de maneira pontual, por
curtos períodos de tempo. Mas é inadmissível que se torne regra.



5. Administre a transição do ambiente profissional para o familiar.
Situações de conflito começam ou se intensificam nos primeiros minutos após
o regresso ao lar. Por isso, ao chegar em casa, estabeleça uma zona
intermediária de até 15 minutos, período no qual deverá apenas cumprimentar
carinhosamente seus familiares com no máximo 25 palavras. Procure
desacelerar. Tome um banho, troque suas roupas, beba algo. O diálogo que
seguirá será mais ameno, gentil e profícuo.



6. Gerencie a concentração, não apenas o tempo. Estabeleça uma hora por dia
sem interrupções para você e neste intervalo trabalhe concentradamente em
três objetivos específicos. Faça as tarefas mais desagradáveis logo no
início do dia, quando sua energia, concentração e disposição são superiores.




7. Evite o duplo manuseio. Ocorre quando você recebe as correspondências do
dia, faz uma triagem, inicia a leitura de uma carta ou e-mail e decide
interrompê-la para continuar depois. A regra é começar e terminar!



8. Administre a energia, não o esforço. Faça pausas estratégicas de apenas
30 segundos a cada meia hora, e pausas essenciais de dois a cinco minutos no
meio da manhã e à tarde para aumentar sua energia e concentração.



9. Não espere pelo mundo perfeito. O tempo certo para agir é agora. Não de
qualquer jeito, não com mediocridade, mas com o máximo empenho possível.
Amanhã, como diriam os espanhóis, é sempre o dia mais ocupado da semana.



10. Ouça sua intuição. Fique atento aos "sinais" por mais sutis que sejam.
Isso não significa necessariamente seguir à risca a intuição para tomar
decisões, porém jamais ignorá-la.



11. Coloque VOCÊ em sua agenda. Determine um dia por semana, e apenas uma
hora nesse dia, que será reservada a você e mais ninguém. Desligue
telefones, feche a porta da sala, não receba ninguém - apenas a si próprio.
Dê atenção e oportunidade à pessoa mais importante de sua vida: você mesmo!



12. Tenha uma agenda de 10 segundos. Em que pesem todos os planos, com os
pés firmes no chão e os olhos no firmamento, a vida está acontecendo aqui e
agora. Por isso, sua agenda deve contemplar somente os próximos dez
segundos. Talvez breves, talvez distantes, talvez intermináveis e, talvez,
inatingíveis dez segundos.



13. Faça de seu trabalho um meio de diversão. Este é um aviso essencial
àquelas pessoas que, ao entardecer do domingo, têm uma sensação de angústia
diante do início de mais uma semana de trabalho que se avizinha. Procure
cultivar um trabalho digno e prazeroso, que seja fonte de alegria e não de
infelicidade.



14. Evite as saudades vazias. Saudades dos lugares que não visitou, das
viagens que não fez, dos pratos que não provou, dos abraços que não acolheu,
dos beijos que não deu ou recebeu. Lembranças imaginárias do que poderia ter
sido, mas não foi. Para evitá-las, prefira pecar por excesso do que por
omissão.



15. Aproveite o momento! Por fim, viva sua vida de forma extraordinária, com
intensidade. Não se trata de aproveitar o dia como se fosse o último e,
desta forma, fazê-lo de maneira irresponsável, mas de elevar a qualidade de
cada momento, proporcionando a si e oferecendo aos demais o que você tem de
melhor.



Tal qual a letra da banda Eagles, que prefacia este texto, alguns dançam
para lembrar, outros, para esquecer. Em qual grupo você está?




* Tom Coelho é educador, conferencista e escritor com artigos publicados em
17 países. É autor de "Somos Maus Amantes - Reflexões sobre carreira,
liderança e comportamento" (Flor de Liz, 2011), "Sete Vidas - Lições para
construir seu equilíbrio pessoal e profissional" (Saraiva, 2008) e coautor
de outras cinco obras. Contatos através do e-mail
tomcoelho@tomcoelho.com.br. Visite:
<http://www.tomcoelho.com.br/> www.tomcoelho.com.

Os Motivados Fazem... Os Desmotivados Reclamam!





"Motivação não é cesta básica, não é festa de final de ano. Motivação é uma ciência. Quanto mais competitividade, mais feroz uma economia, mais importância ganha a motivação humana"
 Gilclér Regina

A motivação faz uma equipe atingir uma meta aparentemente inatingível e se a sua equipe fosse pelo menos 30% mais motivada, o que esse aumento significaria para sua empresa? Sabemos que 85% dos líderes apontam a falta de motivação como o maior desafio para atingir os objetivos. É provável que nesse momento a sua empresa esteja perdendo mais um negócio, seguramente, não por falta de produto ou serviço, mas por ausência de motivação. O presidente mundial da Renault, o brasileiro Carlos Ghosn, o homem que tirou a Nissan da falência e é considerado por muitos como o Henry Ford do século 21 diz o seguinte: “A única coisa que faz a diferença é a motivação. Se você perder a motivação, aos poucos você perde tudo”. A vida nos apresenta um mundo de escolhas e desde que o mundo é mundo elas passam sempre por duas situações: O bem ou o mal. A escolha entre ser positivo ou negativo é de cada ser humano. Enquanto pessoas e empresas estão indo a falência, empresas e pessoas também estão fazendo fortunas. No mundo de hoje vemos economias e países em recessão e países e economias emergentes. Não é porque você está indo muito mal ou sem dinheiro que o mundo inteiro está como você. E quem está mal, geralmente culpam os outros, culpam o mundo inteiro pelas suas incertezas. Os motivados enxergam oportunidades nas dificuldades... Os desmotivados enxergam dificuldades nas oportunidades! Os motivados fazem... Os desmotivados reclamam. O ser humano com foco motivado acredita que quando se diz no piloto automático: “Não dá para comprar isso”, seu cérebro para de trabalhar. Mas, ao perguntar: “O que posso fazer para comprar isso?”, seu cérebro se mantém trabalhando. A mente é como o corpo, se não usar, enferruja e atrofia. Uma empresa nunca quebra hoje. Quebra cinco anos antes. Não é falência financeira, é falência motivacional. Vivemos num mundo onde o futuro não é uma repetição do passado. Lamentavelmente, algumas pessoas ainda continuam com a cabeça no século 19 e o corpo no século 21. As certezas de hoje se tornarão os absurdos de amanhã. Neste mundo de competição os detalhes farão à diferença. Uma telefonista pode ajudar a salvar ou afundar uma empresa, dependerá de seu comportamento e comprometimento e aí entra em cena a palavra atitude. E atitude é a palavra mais importante do dicionário em qualquer idioma. São as boas atitudes que reforçam o conhecimento e levam você das boas ideias aos melhores resultados. É como a história do burro que movimenta o carro enquanto seu dono fica balançando uma cenoura à frente do seu nariz. O dono do burro pode estar indo aonde deseja ir, mas o burro está correndo atrás de uma ilusão. Amanhã só haverá outra cenoura para o burro. Ou seja, vivemos um mundo de escolhas. Qual é a sua opção?

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Conhecimento Destrói Incertezas




"A vontade de se preparar deve ser maior que a vontade de vencer"
Gilclér Regina
sala_de_aula.jpg
Uma afirmação de um diretor de colégio diz: “No mundo real a turma da frente acaba trabalhando para a turma do fundão”. Ou seja, quem faz maior sucesso segundo ele é a turma que ousou mais, que foi mais criativa e esses eram os que sentavam lá no fundo da sala.
Isso lembra aquele aluno que leva o boletim com notas todas vermelhas para o seu pai e este lhe diz: “No meu tempo isso renderia uma bela duma surra”. E o menino diz:

“É isso aí pai, vamos lá dar um cacete no professor”.



O ideal de sucesso
 é unir a disciplina de quem senta na frente com a criatividade de quem senta no fundo da sala. Afinal, não vale afirmar que somente o “bagunceiro” senta lá no fundão.


E
star aberto a mudanças é saber somar criatividade, um pouco desta falsa “malandragem"  aliada a conhecimento e disciplina. Conhecimento destrói incertezas... Conhecimento com motivação constrói certezas, constrói resultados!


E
star sempre aberto à mudanças é estar preparado para não ficar pelo caminho... Se você acha que pratica o seu melhor trabalho, dê uma olhadinha no seu colega ao lado e faça um comparativo. Saiba que ele não está dormindo “de touca”.


Existem funcionários ótimos...
 E existem aqueles que você precisa fazer uma carta de recomendação para o seu principal concorrente! Sua escolha definirá o seu sucesso!


Se você tiver uma ferida
 e se tratar, com o tempo ela irá cicatrizar... Se você tiver uma ferida e não se tratar, com o tempo ela irá piorar. Portanto, contrariando muita gente, o tempo nem sempre é senhor da razão.Não é o tempo que cura, é a intensidade da ação que você faz hoje é que cura.


Q
uantas redes de supermercados, quantos bancos, quantas empresas você lembra como as maiores do Brasil num passado recente? E não existem mais...


A
 vida sempre foi assim: Novos ricos que são ex-pobres e novos pobres que são ex-ricos. 82% das maiores fortunas vêm do absolutamente nada, vêm da pobreza mesmo!


O
 dinheiro? Não acaba... Apenas muda de mão.


Muitos se perderam pelo caminho por causa da soberba.
 Muitos sofreram com a síndrome de "ovo de pata”. Lembra-se da fábula? A pata olha para a galinha e diz: “Meu ovo é muito mais bonito que o seu”. Qual foi a resposta da galinha? "O seu é mais bonito, mas não vende”.


Arrogância 
é assim mesmo, igual mau hálito, todo mundo percebe, menos quem tem!


"mudança" é uma preocupação dominante no mundo corporativo. Reflita sobre o que gostaria de mudar em você, em sua vida profissional, em sua vida familiar, em sua empresa, em sua carreira e que ainda não teve coragem de fazer?


P
ense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina

Copa e Olimpíada - Lições de planejamento e ética




Autor

Tom Coelho




A Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016 serão bem sucedidas. Porém, a um custo
difícil de calcular - e de aceitar. 






Copa e Olimpíada

Lições de planejamento e ética

* por Tom Coelho



"Acordo de manhã dividido entre o desejo de melhorar (ou salvar) o mundo

e o desejo de desfrutá-lo (ou saboreá-lo).

Isso dificulta o planejamento do meu dia."

(E. B. White)





Zurique, Suíça, 30 de outubro de 2007. O Brasil é anunciado como palco para
a Copa do Mundo de 2014. Dois anos depois, mais precisamente em 2 de outubro
de 2009, seria a vez do Rio de Janeiro derrotar Chicago, Tóquio e Madri,
sendo escolhida como cidade sede para as Olimpíadas de 2016. Parece que foi
ontem...



O relato que farei a seguir caberia já em 2007, o que lhe configuraria um
caráter ainda mais profético. Mas ainda é digno de registro. Afinal, há um
consenso de que muitos são os desafios a serem superados para que ambos os
eventos não sejam um fiasco capaz de comprometer a imagem de nosso país.



O problema está na infraestrutura sob todos os aspectos. Aeroportos com
pátios lotados e saguões cheios, atrasos e cancelamentos nos voos, demora na
restituição de bagagem, falta de vagas nos estacionamentos. Infraestrutura
viária caótica, com transporte coletivo insuficiente, congestionamentos e
falta de sinalização. Estádios e complexos esportivos com cronograma
atrasado. Ausência de preparo e treinamento de mão de obra para atender aos
turistas. Falta de um plano de segurança e de contingenciamento de crises.



Todos estes são aspectos relacionados à gestão pública aos quais devemos
acrescentar outros, como rede hoteleira deficiente. A lista é interminável.
Contudo, a boa notícia, posso lhes assegurar, é que no final tudo dará
certo. Onze anos de experiência em construção civil me permitem lhes dizer o
porquê desta crença.



1. Planejamento



Não temos cultura de planejamento. Este fato é um resquício do período de
superinflação e instabilidade institucional que vivemos entre 1980 e 1994. A
falta de planejamento está presente nas pessoas que não cultivam o hábito de
poupar, fazer seguro ou plano de previdência. Está visível no estudante que
após quase quatro anos de curso reserva apenas dois ou três meses para fazer
seu trabalho de conclusão. Está inerente às empresas, que apenas
recentemente começaram a traçar um planejamento estratégico anual para
orientar suas ações corporativas. 



2. Administração do tempo



Decorre do aspecto anterior. Somos uma nação que tem por hábito protelar,
procrastinar, adiar. Desrespeitamos veladamente horários em quaisquer tipos
de compromisso, seja uma reunião escolar, de condomínio ou na empresa.
Chique é chegar atrasado ao casamento, à festa, ao encontro marcado. Bom
mesmo é deixar para fazer no último instante.



3. Ética



Este é o ponto-chave. Quando se fala em construção civil, vou lhes
confidenciar algumas coisas. A regra do jogo é entrar na obra. Vencer a
licitação ou a concorrência, seja pública ou privada, mesmo com margem de
lucro muito reduzida. Diante dos riscos, vale até mesmo encarar margem
negativa no início da obra. Sabe por quê? Os grandes ganhos virão depois sob
a forma de aditivos contratuais, taxas de urgência, adendos, horas extras e
todo tipo de expediente. Funciona assim para a empresa ou consórcio vendedor
do certame, bem como para seus subempreiteiros e terceirizados. Este é o
princípio ético básico.



Por isso, tenham algumas certezas. Primeiro, todos os orçamentos em curso
serão multiplicados por, no mínimo, quatro ou cinco. Segundo, a partir de
2013, e não antes, as capitais que sediarão jogos se tornarão imensos
canteiros de obras. Terceiro, teremos uma bela Copa e uma incrível
Olimpíada. Pena será tomar conhecimento, ao final, do custo de toda esta
brincadeira.





* Tom Coelho é educador, conferencista e escritor com artigos publicados em
17 países. É autor de "Somos Maus Amantes - Reflexões sobre carreira,
liderança e comportamento" (Flor de Liz, 2011), "Sete Vidas - Lições para
construir seu equilíbrio pessoal e profissional" (Saraiva, 2008) e coautor
de outras cinco obras. Contatos através do e-mail
tomcoelho@tomcoelho.com.br. Visite:
<http://www.tomcoelho.com.br/> www.tomcoelho.com.br e
<http://www.setevidas.com.br> www.setevidas.com.br.